segunda-feira, 28 de março de 2011

Duração das figuras musicais e suas pausas

Bom pessoal, voltando para a partitura, vamos falar sobre as figuras das notas e suas respectivas pausas.




DURAÇÃO DAS FIGURAS MUSICAIS E SUAS PAUSAS


Nem todas as notas tem a mesma duração. Para representar as várias durações dos sons musicais, as notas são escritas de maneiras diferentes. Essas diversas formas das notas são chamadas de figuras ou valores e são chamadas também de figuras de som.
As pausas são figuras que indicam duração de silêncio entre os sons. A figura da pausa na construção musical é importante e significativa como a figura do som.
Cada figura tem sua respectiva pausa que lhe corresponde ao tempo de duração. As figuras e suas pausas usadas atualmente são:



Começando da semibreve, que tem maior duração, cada uma dessas notas vale duas (dobro) da seguinte, vejamos:




Vejamos melhor essa divisão partindo da semibreve, chegando até a semifusa:




A semibreve como mencionamos, é a figura de maior duração, representa a unidade na divisão dos valores; assim, a semibreve é a figura que compreende todas as outras, ou seja, é a partir dela que surge as demais.


Quando se escreve duas ou mais colcheias, semicolcheias, fusas e semifusas consecutivas, usa-se também substituir os colchetes
por barras horizontais, ficando as notas unidas em grupos e melhor para a leitura das notas na pauta.


Vejamos um exemplo em colcheias e semicolcheias substituindo os colchetes pelas barras:





CURIOSIDADES

  • Existe ainda uma figura empregada com menos frequência que é a quartifusa também chamada de tremifusa.

QUARTIFUSA

PAUSA DA QUARTIFUSA


  • Havia antigamente três figuras que pouco a pouco foram deixando de ser usadas, até desaparecerem completamente da grafia musical: A máxima, a longa e a breve. Essas figuras só aparecem em partiruras antigas, pois hoje não se usam mais.



Bom, finalizamos por aqui.
Até a próxima!



Fonte de pesquisas bibliográficas: Princípios básicos da música para a juventude - Maria Luisa de Mattos Priolli - 1ª volume e Compêndio de Teoria Elementar da Música - Osvaldo Lacerda - 3ª edição. Fotos do google imagem.


























5 comentários:

LARYSSA disse...

Adorei seu blog,tenho aula de música e acho algumas coisas dificil.sm

Laís Frota - Pianist disse...

Oi Laryssa,

É assim mesmo, no início as vezes fica difícil algumas coisas, mas com força e dedicação você vai conseguir. Fica tranquila cada passo de cada vez e você vai compreendendo e aprendendo aos poucos. É só não desanimar!

Obrigada pela visita e por comentar.

Att,
Laís Pianist

JC Artes & Designer disse...

As vezes fico em duvida em relação os métodos que estou utilizando. Estou praticando exercícios para independência dos dedos e assistindo as aulas sobre solfejo. Como estudo sozinha em casa sem a orientação de um professor presencial, sou muitas vezes questionada por mim mesma: Estou no caminho certo? Não sei. Se puder me oferecer alguma ajuda, sugestão, serei eternamente grata.
As aulas são essas:
http://tutoriaisemmusica.wordpress.com/solfejo/

JC Artes & Designer disse...

Ah, havia esquecido estou tentando aprender piano. Obrigada

Laís Frota - Pianist disse...

Olá querida,

Dei uma olhada no que você me enviou, e achei muito bom esse tutorial.

Siga em Frente!Continue pesquisando, e se você puder ou conseguir uma ajuda de um professor por perto é sempre bom. Mas não se preocupe, o importante é você não desistir.

Qualquer dúvida e se eu puder ajudar pode entrar em contato pelo e-mail que disponibilizo aqui no blog.

Obrigada pela visita e por comentar.

Att,
Laís Frota - Pianist